Smiles da GOL é transformada em empresa independente

A GOL linhas aéreas vai transformar seu programa de passageiros frequentes, o Smiles, em uma empresa independente. O anúncio foi feito pela empresa simultaneamente à Imprensa e aos acionistas e destaca a possibilidade de uma oferta pública de ações na Bolsa de Valores em breve. A decisão há muito era aguardada, especialmente devido ao grande sucesso que a rival TAM teve ao separar o programa Fidelidade, criando a Multiplus. Com ela, a companhia conseguiu o feito de chegar a 10 milhões de clientes e superar o Smiles, que desde a época da Varig era o maior programa de milhas da América Latina. O programa da GOL tem hoje 8,8 milhões de associados.

Segundo o comunicado da GOL, o programa Smiles deixará de ser controlado pela VRG Linhas Aéreas S.A.e passará  a ser conduzido pela Smiles S.A., sociedade recentemente constituída e sob controle da GOL Linhas Aéreas Inteligentes. “Conforme comunicado anteriormente, a Companhia está avaliando a possibilidade de realizar uma oferta pública inicial de ações da Smiles S.A., sem que haja qualquer estimativa ou previsão para a conclusão dessas análises. A realização de uma oferta pública estará sujeita às condições dos mercados de capitais nacional e internacional e à obtenção de um prévio registro junto a Comissão de Valores Mobiliários e demais formalidades aplicáveis a esse tipo de operação”.

A companhia ressaltou que a mudança não traz nenhum efeito para os clientes Smiles. “Os processos de emissão, acúmulo e resgate permanecem iguais, assim como o embarque com bilhetes já emitidos com milhas. No longo prazo, porém, é provável que o Smiles invista na atração de novas parcerias onde o cliente possa acumular e usar milhas, como hotéis, lojas e serviços – a exemplo do que fez o Multiplus e o próprio Smiles, que já tem hoje mais de 100 parceiros “não aéreos”, segundo a GOL.

Para se ter uma ideia do sucesso que a TAM teve com a operação, o valor de mercado da Multiplus é estimado em R$ 7 bilhões, comparável ao da própria TAM, que mantém mais de 70% do seu capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *